• áreas de atuação
  • denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • Não categorizado
  • MPT recebe quatro novos Procuradores na 14ª Região, lotados em Porto Velho, Ji-Paraná e Rio Branco
  • retorno mpt 1
  • Edital de Cadastro Destinações
  • Manual de Denúncias - MPT
  • Conheça as redes do MPT-ROAC
  • Confira a Lista com Resultado Final do Processo Seletivo de Estágio
  • CANAIS DE ATENDIMENTO REMOTO
  • Chega de Trabalho Infantil
  • MPT PARDAL
  • Notas técnicas MPT - Coronavirus
  • Combate a Violência contra a Mulher

MPT recebe quatro novos Procuradores na 14ª Região, lotados em Porto Velho, Ji-Paraná e Rio Branco

Com a chegada de novos Procuradores, seis Membros e Membras da Regional são removidos para unidades em outros Estados do País.

 

RONDÔNIA e ACRE - O Ministério Público do Trabalho (MPT) na 14ª Região / Rondônia e Acre recebe quatro novos Procuradores e Procuradoras, sendo três em primeira lotação e uma em processo de remoção. Se despedem da PRT14 seis Membros e Membras removidos para regionais de outros Estados do País.

Os novos Procuradores e Procuradoras são Jaime Fiomaro dos Santos Neto, Luíza Barreto Braga Fidalgo Juca e Franciele D’Ambros egressos do 21º concurso realizado pelo MPT e empossados no cargo no dia 8 deste mês de outubro, e Fernanda Barreto Naves, removida da Procuradoria do Trabalho de Bom Jesus, vinculada à Regional do Piauí.

Fernanda Barreto Naves chega para assumir a titularidade do 3º Ofício Geral da Procuradoria Regional do Trabalho, enquanto Jaime Fiomaro Santos Neto assume a titularidade do 6º Ofício Geral também da Procuradoria Regional, Sede do MPT na 14ª Região / Rondônia e Acre.

Já a Procuradora do Trabalho Luiza Barreto Braga Fidalgo Juca foi lotada na Procuradoria do Trabalho em Rio Branco, Acre, onde assume a titularidade do 2º Ofício e Franciele D’Ambros foi lotada na Procuradoria do Trabalho de Ji-Paraná (RO), onde assume a titularidade do 1º Ofício Geral.

 

REMOÇÃO

Ao mesmo tempo em que recebe novos Procuradores e Procuradoras, o Ministério Público do Trabalho na 14ª Região se despede de seis Membros e Membras removidos para outras unidades do MPT no País. São eles e elas:

- Luiza Prado Lima Santiago Rios Brito, que era titular do 3º Ofício Geral da Sede, em Porto Velho, que foi removida para a Procuradoria do Trabalho de Água Boa/Barra do Garça (redistribuída para a sede em Cuiabá/Mato Grosso)

- Élcio de Sousa Araújo (titular do 3º Ofício), removido para a Procuradoria Regional da 8ª Região, com sede em Belém, Pará;

- Antônio Bernardo Santos Pereira (titular do 2º Ofício da PTM de Rio Branco), removido para a Procuradoria do Trabalho de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul/ 4ª Região;

- Anderson de Mello Reichow (titular do 3º Ofício da PTM de Rio Branco/AC, removido para a PTM de Passo Fundo/RS, na 4ª Região;

- Pedro Guimarães Vieira (titular do 1º Ofício da PTM de Ji-Paraná/RO), removido para a PTM de Passo Fundo/RS – 4ª Região e

- Olaf Schyra (titular do 2º Ofício da PTM de Ji-Paraná/RO), removido para a Procuradoria do Trabalho no Município de Marabá/PA – 8ª Região.

 

Com as mudanças, restam duas vagas a serem preenchidas no Colégio Regional de Procuradores: uma na Procuradoria do Trabalho em Ji-Paraná, em Rondônia, e outra na Procuradoria do Trabalho em Rio Branco, no Estado do Acre.

 

 

Posse dos Novos Procuradores com o Procurador Geral do Trabalho José de Lima
Posse dos Novos Procuradores com o Procurador Geral do Trabalho José de Lima

 

Conheça um pouco sobre as novas Membras e Membro que acabam de chegar à PRT 14.

Fernanda Barreto Naves

Natural de Belo Horizonte, Minas Gerais, é graduada em Direito pela UFMG. 

“Desde a faculdade eu era apaixonada pelo MPT, mas como o concurso exigia prática jurídica, resolvi estudar, inicialmente, para o cargo de Analista Judiciário. Fiz provas em Minas Gerais (meu estado natal) e no Espírito Santo (local em que residia à época). Trabalhei no TRE Minas entre abril de 2014 a junho de 2016; depois, no TRF 2 entre junho de 2016 e junho de 2017; e, finalmente, no TRT 17, entre junho de 2017 e dezembro de 2020, quando tomei posse no MPT. Minha primeira lotação como Procuradora do Trabalho foi na cidade de Bom Jesus/PI e de lá me removi para PVH. Minha expectativa em relação a PRT14 é a melhor possível. Pesquisei bastante a cidade de Porto Velho e fiquei bem impressionada com o tamanho e a estrutura. Conversei muito com os colegas sobre o trabalho no local e percebi o quanto as pessoas são solícitas e unidas. Eu ingressei no MPT buscando "fazer a diferença". Acredito muito em uma atuação resolutiva e sempre primo pela solução extrajudicial dos conflitos. Espero que em PVH eu possa atuar fortemente em prol dos direitos sociais, fortalecendo cada dia o papel do MPT e reforçando sempre a ideia de construirmos, juntos, uma sociedade livre, justa e solidária.”

Luiza Barreto Braga Fidalgo

Natural de Salvador, Bahia, é graduada em Direito pela Universidade Federal da Bahia (2016). Pós-graduada em Direito do Trabalho com Ênfase na Reforma Trabalhista (2019) e Pós-graduada em Direito e Processo do Trabalho (2019). Ex-servidora do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, no qual exerceu as funções de Assistente de Juiz, Calculista e Conciliadora.

“Minhas expectativas em relação à Regional se referem aoauxílio no combate às irregularidades trabalhistas locais da forma mais proativa e ampla possível, tal como vem sendo desenvolvido no âmbito dessa procuradoria.”

Franciele D'Ambros

Natural de Caxias do Sul (RS), é graduada em Direito pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e pós-graduada em Direito Público pela Escola Superior da Magistratura Federal no Rio Grande do Sul (ESMAFE/RS). 

“Atuei como advogada no período de 2013 a 2015 e como assessora jurídica na PTM de Caxias do Sul de setembro de 2015 até a posse como Procuradora do Trabalho. É com imensa felicidade que chego à PRT14, tendo como minha primeira lotação a PTM de Ji-Paraná. Espero dar continuidade ao trabalho já desenvolvido na Procuradoria, que abrange uma área geográfica bastante significativa e de importante relevância econômica e social. Pretendo atuar de modo a atender aos anseios e necessidades locais, contribuindo para uma efetiva melhora na condição social dos trabalhadores, pautando minha atuação no diálogo.”

Jaime Fiomaro dos Santos Neto

Natural de Fernandópolis (SP), é graduado em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, entre os anos de 2012 e 2016 e cursou Pós-graduação em Direito Constitucional do Trabalho e Direito Previdenciário pelo Centro Universitário de São José do Rio Preto.

“Atuei como advogado entre os anos de 2017 e 2021, com ênfase nas áreas trabalhista, previdenciária e administrativa. Ingressar no MPT é um sonho que se torna realidade e fico muito feliz dele poder se concretizar, nessa primeira etapa, aqui, na 14ª Região, que é uma região distinta e diferente de onde eu nasci e cresci e tive minha formação acadêmica, mas com muita semelhança com o interior do Brasil, de onde eu vim, com demandas parecidas. E a primeira impressão que tive da equipe da PRT, das pessoas que me rodeiam são as melhores possíveis. Estou sendo muito feliz aqui e motivado para exercer as atribuições do meu cargo perante esta sociedade que tanto necessita da atuação do Ministério Público do Trabalho."  

 

Fonte: MPT/ RO|AC – Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região - Rondônia e Acre

 

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil